Travessia da Antiga Estrada do Facão

Bela caminhada de aproximadamente 8 km, numa antiga estrada desativada que corta a mata atlântica, onde é possível ouvir e avistar várias espécies de pássaros e outros animais.A área faz parte da Reserva Biológica do Tinguá.
Esquema da travessia e gráfico de elevação. Clique para ampliar.
 O percurso tem seu início na Rua Coronel Duarte da Silveira, e seu término na Estrada da Vargem Grande, no Rocio, sendo frequentado também por quem faz trilha de moto ou bicicleta.Além da opção de sair no Rocio pode-se seguir descendo a Estrada do Imperador, sentido Miguel Pereira e Paty do Alferes, ou sair no Vale das Videiras.
Visual no caminho
Um duto de captação de água no meio da mata
Um Jacu. Avistei vários na trilha
Mico Estrela (Callithrix penicillata)

A estrada não apresenta muitos lugares abertos, com visuais, mas a caminhada vale a pena, devido à exuberância da mata
O CINDACTA visto da Estrada do Imperador
A Estrada do Imperador chegando ao fim
E para fechar a caminhada com chave de ouro, o Poço do Rocio
Duração: 3,5 horas aprox.
Dificuldade técnica: baixa
Orientação: fácil
Distância aproximada: 8,5 km aprox.
Quando ir: ano todo

5 comentários:

  1. To aqui dando uma olhadinha,,gostei muito,parabens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, volte sempre!!Abraço!

      Excluir
  2. Parabéns Marcos!! Adoro acessar seu blog, eu queria ter 10% da sua disposição para andar tanto. Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Leo!!Quando quiser fazer outro roteiro da Serra da Estrela, é só falar, abraço!!

      Excluir
  3. fui la nessa trilha hoje... ai procurando algum site que tivesse uma ilustração do caminho (já que o google maps não mostra), achei esse blog... eu levei 3 horas da entrada no duarte, até uma parada prum mergulho no poço do rocio, voltando pro bingen pela rodovia - pegando a entrada pro duarte de novo... a pedalada é otima, mas não achei de baixa dificuldade técnica não... tem vários trechos com muuuuuuuitas pedras (trechos bem truncados) e trechos que o corte na terra é tão justo que se perder um pouquinho do centro na pedalada, o pedal bate no barranco... mas é lindo o caminho! numa proxima vou fazer o caminho contrário, pra descer o facão... talvez um pouco perigoso nos trechos de muita pedra, mas no talento da pra ir... alguem ja fez a descida?

    ResponderExcluir